Arquivo do mês: maio 2015

Enfileiradas paisagens

As paisagens incorporam os beijos repousados em outros corpos Teu gozo prematuro abre minhas feridas. Os beijos dos corpos desconhecidos. A cadência da tua infinita inocência doentia A doença de minha maternidade perdida O ventre pendido, faminta, famigerada não capturada. … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Ou os dias de angústia viram páginas em branco.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário