Apoio à causa amante

Car@s Amantes

Manifesto-me em favor da causa amante e justifico:

Peço primeiramente, que pensemos todos juntos em uma possibilidade de mudança de conceitos e valores tradicionais ensinados a nós ao longo de nossa existência. Quebremos o paradigma dogmático sobre relacionamento monogâmico e pensemos em novas possibilidades de vivência entre grupos interessados em celebrar o que temos chamado de amor.

 

Mediocremente livres de nossa cultura, seguimos: Dois indivíduos se cruzam, se cheiram, se sentem,  se desejam. Suas vidas vazias se sentem transbordar no momento em que os olhos se fitam. Os estômagos entram em guerra, todos os sentidos estão afiados, a boca se enche de água, luzes aparecem sobre as cabeças, as estrelas dizem coisas enigmáticas, o céu se abre em alegria, a natureza sorri vibrando, o mundo pára. E aqueles dois corpos simplesmente se desejam, em busca da felicidade vivida num único momento, nas atividades prazerosas da vida, no presente, no agora.

Essa mesma excitação move o mundo subversivo do que conhecemos por traição. O amor na calada da noite, no carro, o amor que custou uma noite em um hotel de luxo ou um hotel muquifo, o amor disfarçado, no estacionamento ou em um beco qualquer. Os amantes sabem viver a vida brindando cada onda nova no mar, com o amor de seus corpos em satisfação. 

Quem nunca conheceu um/a amante?

Quem nunca ouviu falar de um escandalo qualquer?

Por que devemos parar nossas vidas ao lado de alguém, pelo simples fato desse alguém estar livre para experimentar a excitação de se apaixonar e amar sempre, quem ele(a) conhecer ou escolher para amar?

O sabor de experimentar vários amores, sabores e desabores, nos leva a caminhos ainda não narrados pela sociedade. Uma sociedade normativa não é capaz de falar sobre a magia de viver, não sabe experimentar, não sabe ousar, está sempre com medo. Medo da AIDS, medo da gravidez, medo de se entregar, medo de sofrer, medo ser preso, medo de alguém escutar, medo que os outros vejam, medo de ter engordado muito, medo de não satisfazer, medo de não gozar, medo não fazer bem, medo de não trepar, medo de não satisfazer e se satisfazer, medo de não poder comprar, medo de não ter alguém, medo de ter alguém, medo de não vestir bem, medo de cair de boca, medo de lamber, medo de chupar, medo de gemer, medo de gritar, medo de calar, medo de não ter o que falar, medo de não saber o que dizer, medo de não conquistar, medo de perder, medo de ganhar e não querer, medo de ganhar e ter que ficar, medo de não gamar, medo de gamar, medo de ter que morar, medo de compartilhar, medo de ficar sem, medo de não comer, medo de comer, medo do que comer, medo da sujeira, medo do cheiro pobre, medo do cheiro forte, medo do que nunca viu, medo do que já viu, medo da polícia pegar, medo da camisinha estourar, medo da pílula falhar, medo de tomar banho, medo de não tomar banho, medo de se sujar…

O medo mesmo é de gostar,  medo de saber que pode gostar de tudo que não se pode gostar. 

Medo de ser livre.

Como uma amante qualquer…

Amemos sem medo.

 

 

Anúncios

Sobre indelevelsabina

Uma amante anônima.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s